Educação financeira como mais um assunto nas escolas


No México, a educação financeira tem sido relegada há muitos anos, enquanto em outros países a educação financeira foi integrada por décadas em programas educacionais para que crianças e jovens se formem com conhecimento suficiente para administrar seu dinheiro. ; aqui dificilmente tem a qualidade de "proposta". No mês de maio do ano de 2013, o presidente Enrique Peña Nieto anunciou que durante sua administração, tópicos de educação financeira serão incluídos nos programas de estudo de nível básico e médio. Um dos pontos contidos no seu Plano Nacional de Desenvolvimento (PND) 2013-2018. Infelizmente, 3 anos se passaram e não vimos nada; e o pior é que é urgente que eles comecem a trabalhar no assunto.



A pesquisa mostrou que existe uma relação direta entre a idade do estudante no ensino primário, secundário e até ensino médio; e a capacidade de recepção, retenção e aprendizagem; portanto, é a idade ideal para adquirir todos os tipos de conhecimento; Assim, desse lado, não há problema em dar educação financeira.



Oferecer educação financeira para crianças e jovens é um componente importante na transição da infância para a idade adulta e para a formação financeira dos cidadãos. responsável A OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) relata que "a educação financeira deve começar na escola". As pessoas devem ser educadas sobre questões financeiras o mais cedo possível, ele argumenta que a falta de educação financeira no mundo moderno globalizado faz com que os indivíduos e as famílias são mais propensas a dívida e falência.



Crianças e os jovens a adquirir conhecimentos financeiros desde tenra idade será capaz de melhor enfrentar os desafios de aprender a gerir o seu próprio dinheiro. Eles aprenderão a poupar, a adiar a gratificação, a ser um consumidor inteligente, a colocar seu dinheiro para trabalhar (investir), desenvolver suas personalidades, talentos e aptidões e a viver uma vida plena satisfatória na sociedade e alcançar seus objetivos. Teremos economicamente capacitados empresários com o conhecimento financeiro necessário para se tornarem agentes ativos capazes de transformar suas comunidades e sociedades.



Em nosso país, é cada vez mais fácil acessar serviços financeiros, mas isso se tornará uma bomba-relógio se a população não for educada para aproveitar ao máximo esse tipo de serviço. Se os pais não sabem administrar seu dinheiro, como poderiam ensinar os filhos? O mesmo acontece nas escolas, é necessário treinar professores nesse assunto, para que eles possam transmiti-lo aos seus alunos.



Não sabemos quando o governo incluirá esse tópico nos currículos básicos e intermediários, o que é certo é que não podemos mais esperar que isso seja feito e que nossos filhos cresçam sem a educação financeira é de extrema importância para buscar terceiros especializados no campo que ofereçam esse tipo de educação; As pessoas devem se preocupar em aprender a tirar proveito de cada centavo de sua renda. Só assim teremos a oportunidade de fazer da educação financeira um motor do bem-estar social e uma base para o desenvolvimento. wwwfinancesonalesmexico. com

Popular

Recent Posts

Архив блога