Vamos fazer o México, Great Again


A criança "sexto A" estava gritando com a criança "Sexto B" (anos do ensino fundamental), somos os melhores do mundo. Pouco antes de receber o primeiro empurrão no peito. Não! Nós somos melhores que você. E é assim que o nacionalismo foi resumido com muita precisão; e é assim que os conflitos de guerra mancharam a imagem de um ideal que pode gerar crescimento nas sociedades.



A fina linha em que se manifesta a honra, o que nos dá identidade e o sentimento daqueles que se percebem agredidos olhando para tal otimismo. Ela está resumida no conceito Nacionalismo. O nacionalismo é definido sistematicamente como: um ideal político em que cada nação tem o direito de formar seu Estado.



Se fizermos uma análise e reduzirmos isso, o princípio em que se baseia o nacionalismo; nós encontraremos o ideal da família. Isto é, que as pessoas têm o direito de formar uma família e se continuarmos na redução deste ideal, descobriremos que todos os indivíduos têm direito a uma personalidade e, de forma ainda menor, descobriremos que: (leia com rufar de tambores)



"Todos nós temos direitos" O que isso implica?



Muitas vezes, ou na maioria das vezes, achamos que a lei é uma faculdade que me permite desfrutar e aproveitar o que faço. vai agradar a você e é minha obrigação nesta coluna para dizer-lhe que: eles estão certos.



Mas tudo isso é apenas parte da verdade. Verdade que se aplica a todos. É por isso que a lei regula todas essas liberdades. (Estabelecendo normas legais, isso é algo mais complexo) e Exigindo 1 única coisa Responsabilidade sobre nossas ações.



Todos esses pequenos "conflitos" que vivemos ou conseguimos observar mais constantemente nas redes sociais; eles não poderiam existir se usássemos um princípio de funcionalidade na sociedade; O que é "empatia"? Aquela pequena palavra que é um exercício dinâmico que deve ser uma prioridade em nossas vidas e envolve um pouco de tempo para pensar nos outros.



E nós retornaríamos no exercício ao tema do dia.



Empatia com nossos parentes em casa, promovendo a unidade, criando cidadãos mais conscientes e, portanto, grupos sociais mais conscientes e otimistas em direção à Unidade. Isso é em sua base ideológica um dos principais objetivos do nacionalismo.



Hoje em um "mundo globalizado" mais pelas dívidas econômicas dos países, do que pelos laços de humanidade entre as nações; não é politicamente correto e menos nos meios de comunicação de massa. expressam interesse ideológico pelo nacionalismo. Após a versão do nacionalismo socialista da Alemanha nazista. Este tem sido um conceito marginalizado, difamado e transformado como machismo, feminismo, justiça, liberdade, direitos humanos, riqueza, beleza; entre outros.



Eu sei precisamente e objetivamente que o México é uma nação tão forte, com raízes tão sólidas, com uma linhagem de ancestrais gloriosos; e eu não estou falando apenas sobre a raça mexica (como é bem conhecido o clichê), estou falando de culturas pré-hispânicas e um legado místico e científico que não foi seguido e o interesse da mídia.



Porque é lá onde nossa identidade como mexicanos nos levaria para onde outros hoje ocupam nosso lugar como sociedades inteligentes, que deveriam ser nosso objetivo e não como potências de guerra ou nações de mercados mundiais competentes.



Mas de lá eles criam e desenvolvem sociedades de consumo e também de sofrimento. Há batalhas reais que estão acontecendo neste momento acima de nossas cabeças e isso tem como origem ideologias aplicadas em conceitos como: Nacionalismo. Sem dúvida: "a mulher adormecida deve dar à luz" e devemos rencontrar " a corrida cósmica "que habita em nós. Porque somos mais aqueles que estão despertando da letargia da televisão e sabemos que merecemos qualidade em nossas vidas. Qualidade nas nossas famílias, nas nossas sociedades, em nosso país e sabemos que o lugar no umbigo da lua poderia voltar a ser uma nação de respeito entre as oligarquias e novamente uma potência mundial.



Vamos fazer para o México, ótimo novamente!

Popular

Recent Posts

Архив блога